Siga nossa igreja:

R. Padre Duarte, 1663

Araraquara - SP

CEP: 14801-310

Fale conosco:

Informativos

Mensagem: JESUS O CORDEIRO DE DEUS

April 8, 2019

 

“...Digno é o Cordeiro, que foi morto...” Ap 5.12

 

     A Bíblia é o registro do plano de salvação de Deus para o homem condenado pelo pecado. Explica quem somos, quem nos criou, porque sofremos e morremos e aponta para o plano de Deus, através do seu Filho, para nos salvar. Nessa revelação especial, desde o Antigo Testamento, temos expressões, símbolos e fatos que apontam para Jesus como o Messias, o Ungido, o Cristo.

  Na revelação messiânica do Antigo testamento podemos ver a figura de um CORDEIRO apontando para Jesus como a oferta pelo nosso pecado de uma vez por todas.

  Desde a queda do homem (Gn 3) vemos implicitamente o sacrifício de um animalzinho para cobrir a nudez dos nossos primeiros pais (Gn 3.21). Na primeira adoração registrada após a queda, Abel faz um sacrifício (das primícias do seu rebanho e da gordura deste - Gn 4.4). Noé após o dilúvio ofereceu holocausto ao SENHOR (Gn 8.20). No episódio de Abrão e Isaque, vemos Deus providenciando um substituto para Isaque (Gn 22.13). Em Moisés temos uma descrição completa sobre o Cordeiro Pascal, sobre o bode emissário e outros holocaustos que apontam para o sacrifício vicário e definitivo de Jesus em nosso lugar (Êx 12.3-28; Lv 16.8-16; Nm 28.1-14). O profeta Isaias faz tal conexão, apontando para o Messias que como cordeiro foi levado ao matadouro (Is 53.7).

   Neste sentido o Novo Testamento referenda tal símbolo, anunciando de modo claro e apresentando Jesus como a oferta definitiva pelo pecado do seu povo. João Batista, testemunhando sobre o Salvador, expressa: “Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (Jo 1.29). Filipe ao explicar o texto de Isaías 53 ao etíope, aponta Jesus como aquele que realizou a obra expiatória (At. 8.32). Para não deixar dúvida da relação do cordeiro pascal e Jesus, o apóstolo Paulo afirma: “Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi imolado” (1 Co 5.7). Pedro também corrobora dizendo que fomos resgatados pelo sangue de Cristo, como de um cordeiro sem defeito e sem mancha, ou seja, imaculado e incontaminado (1Pe 1.19).

   Jesus é apresentado como Cordeiro cerca de 29 vezes no Apocalipse (ex: Ap 5.6-13; 6.1, 16; 22.3). E o autor aos Hebreus nos garante que o sacrifício de Jesus Cristo é perfeito e permanente (Hb 9.11-28).
  Jesus se fez oferta pelo nosso pecado, de modo voluntário, vicário, perfeito e para todo o sempre. Sua morte nos trouxe a paz e justificação diante de Deus. Louvado seja Jesus Cristo o Cordeiro que venceu!

 

Rev. Everton Matheus.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Culto de Natal

05/12/2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

December 5, 2019

December 5, 2019

November 27, 2019

November 23, 2019

November 23, 2019

November 23, 2019

November 14, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square