Siga nossa igreja:

R. Padre Duarte, 1663

Araraquara - SP

CEP: 14801-310

Fale conosco:

Informativos

Mensagem: MÊS DA IGREJA - MEMBROS OU DISCÍPULOS? O QUE QUEREMOS?

July 6, 2019

 

 

     Existe uma analogia popular que apresenta a Igreja como um Hospital. Afirmam que a igreja é um hospital para enfermos. Porém, muitos que pensam segundo esta lógica, acomodam-se numa vida sem transformação; esquecem que o objetivo dos hospitais não é manter as pessoas doentes, mas, sim, curá-las. Logo, nesta analogia a igreja deveria ser um hospital no sentido de produzir e conduzir as pessoas à cura.

    É assim que vemos a história da igreja registrada no Livro de Atos. Onde a igreja chegava produzia vida, cura, crescimento e transformação. As pessoas encontravam respostas, abrigo, suprimento, cura, alvo de vida para a verdadeira vida.

     Transformação e mudança de vida eram vistas por onde a mensagem de Cristo era Testemunhada. Como característica víamos o nascimento de uma Igreja forte na fé, na doutrina e no crescimento.

    A Igreja testemunhava com autoridade e poder e estava aberta para receber as pessoas para cuidar, curar e prepará-las para a missão maior de curar a alma do pecador com a mensagem da cruz (TESTEMUNHO). Ainda desejamos ver a igreja agir deste modo. Logo, o texto de Atos 16.1-5 nos ajuda a responder:

     COMO SE FAZ UMA IGREJA FORTE EM SUA MISSÃO?

     1    - COM DISCÍPULOS QUE CONTAM COM BOM TESTEMUNHO INTERNO

     “...um discípulo chamado Timóteo,... Dele davam bom testemunho os irmãos...”

     Icônio estava aproximadamente a 31 Km de Listra e a postura cristã de Timóteo era conhecida lá. 1 Ts 1.2-4; 6-7; At 6.3;

   Uma igreja forte, que cumpre sua missão de testemunhar e curar pessoas, é formada por discípulos que contam com o bom testemunho dos irmãos.

    2    - COM DISCÍPULOS QUE TESTEMUNHEM PARA OS DE FORA

    "...circuncidou-o por causa dos judeus daqueles lugares”

  Os judeus eram alvos da evangelização, como grupo prioritário, uma vez que a evangelização começava nas sinagogas. Para ganhar autoridade e evitar obstáculos na evangelização, Timóteo foi circuncidado. O ato de Paulo não era rebeldia diante da decisão de Atos 15 ou insensatez, mas sim, necessário para dar testemunho aos judeus (alvo de evangelização) uma vez que Timóteo era filho de judia. 1Co 9.19-23.

     3    - COM DISCÍPULOS QUE OBSERVAM A SÃ DOUTRINA

     “...entregavam aos irmãos, para que as observassem, as decisões dos apóstolos... ”

    Uma igreja forte é firme na doutrina bíblica. Unida no conhecimento e na prática dos ensinos de Jesus. Observar a sã doutrina não apenas gera crescimento, como nos preserva de heresias. Uma doutrina correta gerará uma prática correta de testemunho fiel no contexto em que estivermos. Mt 5.16;

    Somos chamados para testemunhar com fidelidade aquilo que Jesus nos ensinou Mt 28.20; At 1.8.

    Para que haja uma igreja forte que cura e gera vida onde ela está, é preciso de crentes sinceros, discípulos ao invés de simples membros. Discípulos que são exemplo de vida, dêem bom testemunho para os de fora e observem fielmente a prática cristã fundamentada. Somente assim, a Igreja será forte na fé e no testemunho, gerando cura na vida das pessoas e crescimento numérico.

    A IGREJA É FORMADA POR PESSOAS. LOGO, PARA SE FAZER UMA IGREJA FORTE É PRECISO DE PESSOAS QUE SEJAM FORTES EM RELAÇÃO AO TESTEMUNHO DE FÉ. Discípulos fortes na Missão = Igreja forte na Missão.

     Queremos discípulos que sejam modelo de fé e testemunho!    

Rev. Everton Matheus.


 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Culto de Natal

05/12/2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

December 5, 2019

December 5, 2019

November 27, 2019

November 23, 2019

November 23, 2019

November 23, 2019

November 14, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square